Pular para o conteúdo principal

Postagens

Preço dos imóveis residenciais acelera e fecha fevereiro com alta de 0,04%

Postagens recentes

Saiba como fazer o cálculo de BTUs do ar condicionado!

Na hora de adquirir um ar-condicionado você certamente ouvirá falar de BTUs e de sua importância técnica. Mas, afinal, o que é BTU? Como calcular o BTU? Essas três letras significam British Thermal Unit ou Unidade Térmica Britânica, medida que determina a potência de refrigeração de cada aparelho de ar condicionado. Esse dado garantirá que o seu equipamento refrigere de maneira adequada o local onde será instalado, de acordo com a metragem e com outros fatores. Assim, você evita gastar dinheiro com um ar condicionado muito potente para o seu espaço ou um aparelho com desempenho abaixo do necessário. Saiba como calcular BTU de ar condicionadoPara calcular o BTU usado na hora de refrigerar um cômodo, devemos pensar no tamanho do ambiente, já que, são necessários entre 600 e 800 BTUs por metro quadrado. Você pode usar a base de 600 BTUs quando o ambiente não tiver incidência de sol. Já os 800 BTUs devem ser considerados em locais onde há raios de luz diariamente. Sabendo dessa informação, m…

IPTU de imóvel alugado: quem paga é o dono ou o inquilino?

Colaboração para o UOL, em São Paulo 07/02/2019 04h00... - Veja mais em https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2019/02/07/quem-paga-iptu-imovel-alugado-locador-ou-inquilino.htm?cmpid=copiaecola
Na hora de pagar o Imposto Predial Urbano (IPTU) de um imóvel sempre surge uma dúvida em caso de aluguel. Quem é o responsável pela conta: o dono ou o inquilino?
QUEM PAGA É O INQUILINO OU O PROPRIETÁRIO?  Segundo a Lei nº 8.245/1991, também conhecida como Lei do Inquilinato, o dono de um imóvel pode incluir no contrato de locação uma cláusula dizendo que o locatário deverá pagar o IPTU junto a outras despesas, como aluguel e condomínio. 
Contudo, o Código Tributário Nacional diz que o IPTU é um imposto que se refere a propriedades. Portanto, o responsável final pelo pagamento é o dono da propriedade e não quem aluga. 
"O contribuinte do IPTU é sempre o proprietário. A lei prevê que ele é o principal devedor do imposto, ainda que tenha ficado estabelecido no contrato de locação que o inqu…

Crédito imobiliário com juro de mercado vale desde dia 1º de Janeiro e incentiva securitização

São Paulo, 08/01/2019 – A possibilidade de adoção de taxas de mercado para correção dos contratos de financiamento imobiliário com recursos da poupança está valendo desde 1º de janeiro e pode abrir caminho para expansão do crédito no longo prazo, de acordo com avaliação de empresários do setor da construção. Ontem, ao tomar posse, o novo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou que a classe média terá de pagar ‘juros de mercado‘ nos empréstimos para compra da casa própria.


A medida que permite praticar juros de mercado em maior número de operações de crédito imobiliário foi editada pelo Banco Central em 31 de julho de 2018, ainda durante o governo de Michel Temer. A resolução 4.676 promoveu ampla reforma nas regras do setor. Entre as novidades instituídas, ela permitiu aos bancos utilizar taxas e indexadores de mercado (como IPCA ou IGP-M, por exemplo) nos contratos de financiamentos imobiliários com recursos da poupança, até então corrigidos unicamente pela taxa…

Descarte de óleo de cozinha: como fazer?

Todo mundo sabe que o óleo comestível, normalmente chamado de óleo de cozinha, possui reciclagem. Mas ainda restam muitas dúvidas por aí: como descartá-lo, por que não podemos jogá-lo na pia ou nos bueiros? Quais os tipos de óleo de cozinha? O que podemos fazer com o óleo de cozinha usado? Como armazená-lo?

Primeiro, algumas diferenças e informações básicas. Os óleos são formados por substâncias insolúveis em água, os lipídeos. Não existe muita diferença entre óleo e gordura - a única que existe, de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), tem relação com a temperatura: a 25°C o óleo vegetal é líquido e a gordura é sólida.

A classificação entre óleo virgem, extra virgem (azeite, óleo de coco) e óleo bruto(de soja, milho, girassol) está relacionada aos processos de extração e de purificação desses óleos vegetais. Os óleos extra virgens ou virgens apenas necessitam de uma filtragem para retirar partículas sólidas após o processo de prensagem (que retira o óleo da se…

Como Utilizar o FGTS Para Casa Própria

O saldo da sua conta do FGTS pode ser utilizado para pagamento da casa própria. São três possibilidades de uso e uma delas pode ajudar você a conquistar seu sonho: Compra e construção: Para quem deseja comprar ou construir um imóvel residencial, o saldo do FGTS pode ser utilizado constituindo parte do pagamento ou pagamento do valor total. Amortização ou liquidação do saldo devedor: Para quem quer utilizar seu saldo do FGTS para quitar totalmente sua dívida ou pagar uma parte do saldo devedor, desde que o contrato de financiamento foi assinado no âmbito do Sistema Financeiro Habitação. Pagamento de parte do valor das prestações: Você pode usar o FGTS para diminuir em até 80% o valor das prestações em até 12 meses consecutivos, desde que o contrato de financiamento foi assinado no âmbito do Sistema Financeiro Habitação.

CondiçõesPara o comprador
É preciso ter no mínimo três anos de trabalho sob o regime do FGTS, somando-se os períodos trabalhados, consecutivos ou não, na mesma ou em empre…

Após liquidar estoques, mercado imobiliário deve crescer em 2019

São Paulo, 04/01/2019 – A oferta de novos empreendimentos residenciais deve voltar a crescer no País em 2019, após anos de crise que forçaram incorporadoras a suspenderem projetos e priorizarem a desova de unidades encalhadas ou devolvidas por cancelamentos de vendas. Com os estoques sendo normalizados na maior parte do Brasil e com as expectativas de melhora no quadro econômico nacional, a tendência é de reaquecimento do setor daqui em diante, estimam empresários e consultores.

Os lançamentos e as vendas de imóveis no País devem crescer na ordem de 10% a 15% na comparação de 2019 com 2018, segundo projeções da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). “Esperamos que seja um crescimento paulatino”, afirmou o presidente da Comissão Imobiliária da CBIC, Celso Petrucci.
A instituição calcula que o estoque de imóveis novos tenha recuado 14% no último ano, passando de 137,5 mil para 118,5 mil unidades, considerando moradias na planta, em obras e recém construídas. Os dados abrange…